Glossário de Criptomoedas – Letra M

0
Glossário de criptomoedas - LETRA M

mBTC :  Medida que corresponde a 1 milésimo de uma unidade de Bitcoin (0.001 BTC).

Mineração: Método que consiste em retirar do solo minerais preciosos, aqui consiste no ato de extrair novos Bitcoins utilizando poder computacional para isso. A mineração de criptomoeda é o processo de resolver problemas matemáticos, as transações são verificadas, compiladas e adicionadas a uma Blockchain para dar segurança a uma rede distribuída. O processo consiste em participantes que resolvem enigmas matemáticos, aquele que resolver primeiro é o responsável por adicionar o novo bloco na blockchain e receber a recompensa através da validação de novos blocos de transação. Qualquer pessoa com acesso a internet e equipamento apropriado podem realizar a mineração de criptomoedas.

Mixing : Em tradução livre quer dizer misturado, o que aqui realmente acontece, pois no mundo das criptomoedas o mixing consiste na combinação de Bitcoins provenientes de diferentes pessoas, através da troca de seus endereços. Este processo aumenta a privacidade e anonimato do usuário.

Mt. Gox : Uma Exchange, uma das primeiras de Bitcoin. Ficou conhecida pelo fato de ter perdido Bitcoins de seus mais de 850 mil usuários. Ainda não se sabe como se perdeu 450 milhões de dólares na época.

Multi-signature: É uma forma de proteger ainda mais as transações que contêm criptomoedas, pois é uma transação que exige assinaturas vindas de múltiplas partes antes de ser executadas. Grandes exchanges, como a  Foxbit, onde boa parte dos seus fundos são guardados em cofres protegidos com multi assinaturas.

Masternode: É uma rede de usuários e computadores que são responsáveis por processar transações em blockchain, atuando como uma espécie de auditores da rede que para atuar como tal recebem recompensas quando um bloco é extraído. Para criar um masternode, você precisa de uma quantidade importante de criptomoedas para as quais é desenvolvida.

Monero: Criada para uma maior privacidade na rede a criptomoeda contém também transações mais baratas em blockchain. Utilizando de um sistema RingCT  conjuntamente com algumas outras tecnologias, garantindo o seu título de uma das moedas mais anônimas e privadas hoje existentes.

Mercado Bitcoin :Das brasileiras é uma das exchanges mais antigas ainda atuante no mercado.

Mycelium: Uma das pioneiras se falando em uma carteira de criptomoedas para celular. Tanto para plataformas Android quanto IOS dão suporte. Para iniciantes ela é uma carteira ideal, já que seu uso é extremamente fácil e intuitivo.

Megahashes/sec – MH/s: Quantidade de tentativas possíveis  de se resolver um hash em um dado segundo, dado em milhões de hashes.

microBit – Ubtc: pequena parte de um bitcoin a milionésima parte de 1 bitcoin ou 0.000001 BTC.

miliBit – mBTC 0.001 BTC ou milésima parte de 1 bitcoin.

Mixer: Para manter a privacidade e diminuir o nível de rastreabilidade, para isso este serviço é utilizado para embaralhar as transações input e output.

Moeda FIAT: É ainda um título não lastreado, que não tem nenhum metal precioso para dar valor ao lastro, seu valor é devido  a confiança das instituições e pessoas dão a ele.

Mercado OTC: Negociações de cripto ativos de forma diferente das convencionais  pois elas são feitas fora das exchanges, assim os grandes investidores podem comprar e vender seus ativos sem que precise colocar ordens em um livro de ofertas.

Mining pool: Traduzindo para o português quer dizer, piscina de mineração. Cooperação entre pessoas ou empresas que se juntam para compartilhar o poder computacional, juntando-se para facilitar a mineração de criptomoedas. Os recursos minerados também são compartilhados.

Multi Wallet: Carteira que tem suporte a várias criptomoedas.

Marketing: Termo que vem do inglês que visa o estudo do mercado perante as reações e relações humanas, no marketing visa-se o maior aproveitamento de vendas possíveis de um produto, pois ele através de jogos psicológicos faz com que as pessoas consumam dados produtos.

Marketing Afiliado:  Um sistema de recompensas e comissões dados a àqueles que ajudam a vender ou divulgar um produto ou site através de links de referências.

Margin Trade: Margem de operação essencial, é a negociação de fundos emprestados sem precisar usar os próprios. Quando se abre uma ordem de margin trading, uma parte do dinheiro ou ele todo é emprestado de usuários ou de uma corretora.

MemPool: Abreviação de Memory Pool, conhecida como mineração fundida ou mesclada, a mempool é onde as criptomoedas ficam a espera  para as transações não confirmadas que aguardam para serem processadas por mineradores.

Mainnet: Principal rede de bitcoin, a principal quando se fala em transações de Bitcoin, onde os satoshis têm valor econômico real. As transações da mesma são registradas.

Master Private Key: É um tipo de chave privada que é gerada em carteiras hierárquicas determinísticas e é baseado em dados de raiz.

Master Public Key: Baseada em uma chave privada máster que impede  que um invasor gaste o que está armazenado nesta carteira, ela permite que você crie quantos endereços públicos desejar de uma carteira bitcoin.

Mineiro: Aquele que minera, aqui se trata daquele que tenta resolver o desafio matemático de uma rede de bçlockchain baseada em proof od work, no geral são componentes de computador dedicados a isso a resolução.

Moeda Off-Ledger: Todas as moedas que podem ser usadas, mas não foram  para uma carteira digital específica, são usadas como off-ledgers. Além da criptografia, este termo também inclui dinheiro gasto por estados-nação.

Moeda On-Ledger: Uma criptomoeda que é emitida por ledger e usada por ela.

Multisignal (multiassinatura): São carteiras que exigem mais de uma chave para que as transações sejam autorizadas. usada para distribuir a responsabilidade da criptomoedas para que evite roubo.

Glossário de Criptomoedas – Letra M

Deixe uma resposta